Torcida Vermelha
Portal de Noticias do Sport Club Internacional

Vídeo: Zagueiro de rival do Inter foi pego no flagra dando cotovelada na final

Na final do Campeonato Paulista de 2024, realizada neste último domingo (8), no Allianz Parque, o confronto entre Santos e Palmeiras terminou não só com a vitória do Verdão por 2 a 0 mas também com uma série de controvérsias.

A arbitragem de Raphael Claus, marcando sua quarta presença consecutiva em finais do Paulistão e em três delas com o Palmeiras sagrando-se campeão, foi alvo de intenso debate.

A escolha de Claus como árbitro principal já havia sido motivo de descontentamento por parte da torcida santista antes mesmo do apito inicial, dada a histórica associação do árbitro com jogos decisivos envolvendo o Palmeiras. Essas preocupações se materializaram em forma de polêmicas arbitrais que tiveram impacto direto no desenvolvimento da partida.

Cotovelada não foi vista pelo VAR na final

Durante o jogo, três momentos críticos amplificaram as vozes críticas à atuação de Claus e da equipe de VAR, liderada por Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral, conhecido por seu rigor e atenção a detalhes que muitas vezes escapam ao olhar do público e dos jogadores.

Dentre os lances controversos, destacam-se uma possível mão na bola de Gustavo Gomez, uma cotovelada do mesmo jogador em um atleta do Santos, e uma infração na cobrança de um tiro de meta que precedeu um pênalti a favor do Palmeiras. Em todos esses lances, a ausência de intervenção por parte da arbitragem e do VAR suscitou questionamentos e frustrações. Confira o vídeo abaixo:

Essa final do Paulistão vai além de mais um título para o Palmeiras: representa um episódio que reacende discussões sobre a arbitragem no futebol brasileiro, constantemente criticado por times e torcedores. Raphael Claus, frequentemente elogiado por sua competência, enfrenta agora um momento de análise crítica de sua atuação em uma das mais importantes partidas do calendário estadual.