Torcida Vermelha
Portal de Noticias do Sport Club Internacional

Top 3 do Brasileirão é jogador do Internacional para 2024

O Inter está apostando forte no Brasileirão de 2024 para poder conquistar o título nacional pela quarta vez na história, vem fazendo contratações de peso e garantiu que jogador Top 3 do Brasil esteja atuando pelo Colorado. Com apenas três rodadas disputadas, o atleta da equipe gaúcha já está bem classificado em portais estatísticos.

A peça fundamental do Inter no TOP 3 se trata de jogador pouco badalado que chegou recentemente ao Colorado. O atacante Wesley, formado nas categorias de base do Palmeiras e comprado junto ao Cruzeiro há dois meses, vem sendo o destaque da equipe, marcando gols nas vitórias contra Bahia e Palmeiras.

De acordo com o portal Sofascore, Wesley tem a terceira maior nota entre todos os jogadores do Brasileirão, ficando atrás apenas de Gustavo Scarpa, do Galo, e de Dela Cruz, do Flamengo. Scarpa está com 7,97, contra 7,80 para Dela Cruz e Wesley, empatados no ranking.

O Inter volta a campo no próximo domingo (28), contra o Atlético-GO, no Beira Rio, às 16 horas, pela quarta rodada da competição. Até o momento são duas vitórias e uma derrota, tendo resultado positivo contra Bahia e Palmeiras e negativo contra o Athlético-PR. Com seis pontos, o Colorado é sexto lugar na tabela.

Alessandro Barcellos rasgou o verbo contra árbitro

O Presidente do Inter, Alessandro Barcellos, passou do limite, ficou esquentado e não teve papas na língua para ofender árbitro. A situação problemática que pode gerar punições no Superior Tribunal de Justiça (STJD) aconteceu depois da derrota por 1 a 0 para o Athlético-PR, na Ligga Arena, em Curitiba, pela terceira rodada do Brasileirão.

“Após o término da partida, quando a equipe de arbitragem se deslocava para o vestiário, na zona mista, fui abordado pelo senhor Alessandro Barcellos, presidente da equipe do Internacional, que proferiu de maneira grosseira e desrespeitosa, as seguintes palavras: ‘ você é um safado’. Relato que me senti ofendido em minha honra e dignidade”, escreveu o árbitro Felipe Fernandes de Lima (MG) na súmula.