Torcida Vermelha
Portal de Noticias do Sport Club Internacional

Titular do Internacional não tem medo e contesta atitude indigesta da torcida

Prévio ao enfrentamento diante do Vasco, no Beira-Rio, alguns jogadores do Internacional foram vaiados ao terem seus nomes anunciados na escalação. Após o jogo, o meio-campista Hyoran admitiu a interferência da pressão da torcida nas arquibancadas. O atleta, que se recuperou de lesão recentemente, segue focado nos trabalhos com o Colorado.

“Claro que chateia. Ninguém gosta de ser vaiado, todo mundo gosta de ser aplaudido. Mas, isso faz parte do futebol e a gente busca não deixar isso afetar. O Hyoran que foi contratado não foi por causa deste futebol que está tendo agora. Tenho consciência disso, sei que posso e devo melhorar. Venho buscando isso no dia a dia. As vaias não ajudam em nada, não agregam, mas é normal no futebol”, disse o profissional em entrevista à GZH.

Apesar da derrota para o Vasco, Hyoran afirma que o elenco do Internacional segue convicto sobre o trabalho que está sendo realizado na temporada. O atleta ressalta que a equipe teve que lidar com uma logística mais pesada, já que perderam o Beira-Rio e o CT Parque Gigante por consequência das enchentes no Rio Grande do Sul.

“A gente está convicto sobre o nosso trabalho. Sabemos que o resultado não foi o ideal, mas estamos buscando melhorar. Estamos voltando para a casa, passamos por momentos de muita dificuldade. Não podemos esquecer do que passamos. Os resultados não vieram, mas saio com o sentimento de que as coisas vão engrenar”, afirma Hyoran.

Hyoran faz pedido para torcida do Internacional no Beira-Rio

Apesar das críticas, Hyoran aposta na força do Beira-Rio para dar a volta por cima. “Jogar aqui é diferente. A gente sente a adrenalina e é totalmente diferente de mandar um jogo em outro lugar. Então, acredito que, com o apoio da torcida, a gente pode fazer um grande jogo na quarta-feira e começar a engrenar para ter um bom ano ainda”.