Torcida Vermelha
Portal de Noticias do Sport Club Internacional

Pedro Henrique deixa colegas para trás e vira o mais efetivo do Inter

O atacante Pedro Henrique marcou dois gols na partida contra o Atlético-GO, pela 27ª rodada do Brasileirão. Com as participações, o atleta de 32 anos virou o mais efetivo do Inter, sendo o jogador que precisa de menos minutos para balançar as redes.

PH precisa de uma média de 166 minutos para marcar um gol pelo Colorado. Alemão, que era o líder no quesito antes do último confronto, precisa de 185,2 minutos para marcar. Os dois jogadores são seguidos por Wanderson, que necessita de 240,1 minutos.

Líder no quesito, Pedro Henrique disputou apenas 26 partidas na temporada (1.162 minutos em campo), com sete gols no total. Mesmo que seja um dos reservas, o atacante é um dos artilheiros do Inter em 2022, ficando atrás apenas de Alemão e Edenílson.

Após a partida contra o Atlético-GO, o ponta aumentou as chances de assumir a titularidade no Colorado. O atleta começou no onze inicial em Goiânia, pois Wanderson sentiu dores na coxa e foi poupado pela comissão técnica.

Os minutos necessários para que os artilheiros do Internacional marquem gol:

  • Alemão – 9 gols (185,2 minutos)
  • Edenilson – 9 gols (394,3 minutos)
  • Pedro Henrique – 7 gols (166 minutos)
  • Wanderson 7 gols (240,1 minutos)

Inter terá quatro mudanças contra o Braga

Após vencer o Atlético-GO no início da semana, o Internacional começou a preparação para enfrentar o Bragantino. As duas equipes jogam na quarta-feira (28), às 21h45, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O técnico Mano Menezes contará com pelo menos quatro mudanças para o duelo. No gol, Daniel vai retornar depois de se recuperar de lesão. Wanderson também recuperou a condição física e assume a vaga de Pedro Henrique.

Na defesa o Inter terá duas alterações. Gabriel Mercado vai para a lateral-direita no lugar de Bustos, que sofreu o terceiro cartão amarelo e está suspenso. Moledo será utilizado como zagueiro para ocupar a vaga deixada pelo argentino.