Torcida Vermelha
Portal de Noticias do Sport Club Internacional

Inter toma decisão por demissão de Eduardo Coudet

O departamento de futebol do Inter definiu uma mudança de postura após a eliminação para o Juventude. O Colorado está buscando por alternativas para influenciar na melhora do desempenho dentro das quatro linhas. Diante do cenário, houve a especulação de que alguns profissionais seriam demitidos da delegação.

No entanto, o técnico Eduardo Coudet e outros funcionários não serão desligados do Inter. O clube já iniciou a remobilização no vestiário pós-jogo, na madrugada da última terça-feira (26), com cobrança forte entre os próprios atletas. Desta forma, ficou bem claro que o grupo não está acomodado com a derrota e deve apresentar melhora nas próximas semanas.

“Não vou individualizar, mas já tivemos cobranças. E serão maiores ainda. O Inter não pode perder campeonato no detalhe, por algum ajuste do que não esteja dentro do nosso controle. Esses ajustes precisam ser compreendidos a partir do que aconteceu”, disparou o presidente Alessandro Barcellos, em entrevista coletiva após a partida.

Por conta da postura, nenhum nome será desligado do elenco. O zagueiro Robert Renan, que tentou uma cavadinha e virou alvo de criticas da torcida, também será mantido. O defensor está emprestado pelo Zenit até o fim do ano e o clube tem o entendimento de que a rescisão do contrato não seria positiva no ponto de vista financeiro.

Inter terá melhora com Eduardo Coudet

O Inter entende que vai apresentar melhora técnica e física com a chegada dos novos reforços. A principal melhoria seria no meio-campo, já que Fernando e Thiago Maia vão acrescentar em qualidades defensivas para fortalecer o setor. O meio de campo é pontuado como um dos maiores problemas que impediram a vitória sobre o Juventude.

“Este time não vai ter imposição física, porque não temos essa característica. Podemos subir, brigar pela segunda bola, mas imposição física, disputa, é muito difícil. Completamos isso com Fernando, Borré e Thiago Maia. É o que está nos faltando para jogar algo diferente”, salientou Coudet.