Torcida Vermelha
Portal de Noticias do Sport Club Internacional

Dunga resolveu se manifestar sobre Eduardo Coudet: Polêmica!

O técnico Dunga, ídolo do Internacional e capitão da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1994, quebrou o silêncio e resolveu se manifestar nesta segunda-feira (29) sobre a situação de Eduardo Coudet, que está pressionado no cargo e já deixou o futuro em aberto. A situação aconteceu após o empate contra o Atlético-GO, por 1 a 1, no Brasileirão, no domingo (28), no Beira Rio.

Na coletiva, Coudet reclamou da falta de paciência dos torcedores do Inter com o time, que para o treinador estão exagerando nas cobranças. O técnico argentino entende que o time poderia ter mais respaldo e ainda podem estar sofrendo pela eliminação do Campeonato Gaúcho.

“Entendo toda ilusão que temos ainda, mas estávamos a um gol de ficar em primeiro na tabela, fazendo um grande esforço. Falo do clima enraivecido. Não há paciência de fora. Muito insulto, entende? Pelo menos para mim atrás do banco desde o primeiro minuto. Falo enraivecido porque às vezes tem que viver situações difíceis quanto ao resultado. Não sei se estamos pagando a eliminação no estadual, não sei se a imprensa local me pega o tempo todo e quiça tenha razão. Quem sabe o problema sou eu. A verdade é que é um clima raro”, disse Coudet.

Dunga, que não aparece muita, resolveu comentar em publicação nas redes sociais, onde disse “Ele ganhou quando”, indagando o treinador. Dunga fez levantamento sobre as passagens de Coudet no Colorado, já que o técnico disse ter bom desempenho na história do clube.

“Quando sai, Inter estava em primeiro, quartas da Copa do Brasil e oitavas da Libertadores. Veio o melhor técnico da história do Inter e não foi campeão. O time hoje podia tranquilamente ficar em primeiro. Vocês sabem o que eu falo. Um clima raro para a situação e nada mais. Quiçá o problema sou eu. Estão me insultando, o próprio torcedor. Por mais que me diga que não merecíamos ganhar, não vou discutir. Quando acontecer um desastre, vou ser o primeiro a falar. Não é um clima comigo. Se for comigo, podemos falar da situação, mas é comigo é com jogadores”, afirmou Coudet, que em seguida foi cobrado por Dunga.