Torcida Vermelha
Portal de Noticias do Sport Club Internacional

Conheça o filho perdido de Paulo Roberto Falcão

Giuseppe Frontoni Falcão, o filho “perdido” de Paulo Roberto Falcão, compartilhou detalhes sobre a distância e a complexa relação com seu pai, lendário jogador do Internacional. A vida de Giuseppe, marcada pela ausência de seu pai, ressurge na mídia não para reiterar as acusações de importunação sexual recentemente levantadas contra o ex-jogador, mas para expressar um desejo profundo de reconciliação e proximidade.

Giuseppe, que hoje tem 42 anos, revelou ter vivido praticamente toda sua vida sem a presença paterna. Sua existência é um eco da época em que Falcão brilhava nos campos italianos pela Roma, nos anos 80. Apesar das circunstâncias desafiadoras e do longo período de distanciamento, o desejo de Giuseppe é simples e humano: construir uma amizade com Falcão, um laço que reconheça o tempo perdido e as possibilidades do presente.

Filho de Falcão fala sobre desejo de reconciliação

Em entrevista ao UOL Esporte, Giuseppe expressou sua visão realista e sensível sobre a natureza dessa relação desejada, destacando que não quer recriar momentos perdidos da infância, mas sim aproveitar o tempo restante com seu pai. Próximo dos 70 anos, Falcão, segundo Giuseppe, poderia encontrar nele um suporte e companhia.

Curiosamente, o legado familiar parece se estender, mesmo que de maneira sutil, para a nova geração. Pietro Falcão, filho de Giuseppe, carrega em seu nome uma homenagem ao bisavô materno, mas que também remete ao avô paterno, Paulo Roberto Falcão, cujo pai se chamava Pedro. Essa escolha de nome ressalta os laços invisíveis que unem a família, apesar das distâncias emocionais e físicas.

Por fim, apesar de seus esforços persistentes para estabelecer contato, Giuseppe encontra-se diante de um silêncio que marca a relação com seu pai.